Mercado do Produtor de Jacobina: Governador assinou ordem de serviço, mas a obra não saiu do papel

28 de agosto de 2014: Jaques Wagner entrega ao prefeito Rui Macedo a ordem de serviço para a construção do Mercado do Produtor de Jacobina

No dia 28 de agosto de 2014,  durante a inauguração do Frigo Cezar, no município de Miguel Calmon, o então governador da Bahia,  Jaques Wagner (PT), recebeu o prefeito de Jacobina, Rui Macedo (PMDB), para a assinar a ordem de serviço da construção do Centro de Comercialização Regional de Produtos Agrícolas. Naquele  dia, em clima de festa, sob os olhares de vários prefeitos e lideranças políticas da região,  Wagner garantiu que nos próximos dias,  Jacobina ganharia o tão sonhado Mercado do Produtor.

Não tinha como duvidar. Na ordem de serviço (veja cópia abaixo), o Governo do Estado informava que estavam sendo liberados R$ 4.174.500,00, para a primeira etapa da obra, sendo que deste total, R$ 1.870.000,00 seria proveniente de uma emenda parlamentar do então deputado federal Amauri Teixeira (PT).

Também foi apresentada a  Construtora Volque LTDA,  como a empresa  vencedora da licitação.

Era época de eleição, Jaques Wagner estava em plena campanha, capitaneado votos para o seu pupilo Rui Costa, que acabou se elegendo governador, recebendo mais de 60% dos votos da região de Jacobina.

Quase o ano depois, nem sinal do Mercado do Produtor.

Num momento, o governo alega falta de recursos; noutro, afirma que a SUCAB – Superintendência de Construções Administrativas da Bahia, que seria responsável pela obra, foi extinta.

Outra justificativa, usada por prepostos da base do governo em Jacobina,  seria que a obra é de responsabilidade de Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

Afinal, quem é mesmo o responsável? O Governo do Estado vai ou não construir o Mercado do Produtor?

Tomara que não tenha sido mais uma promessa às vésperas de uma eleição.

Não saiu do papel: ordem de serviço assinado pelo então governador Jaques Wagner 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *