Luciano da Locar critica descaso com a saúde pública e projeta recuperar agricultura e urbanismo da cidade

Foto: Mário Luna

Durante entrevista à Rádio Jaraguar,  o candidato a prefeito de Jacobina, Luciano da Locar (DEM), falou sobre saúde pública no município e fez duras críticas ao método adotado pela atual gestão de boicotar o Hospital Regional Vicentina Goulart, criando todas as dificuldades para mantê-lo fechado durante esses quatro últimos anos, enquanto transferia volumosos recursos durante grande parte de sua gestão para terceirizações temerárias e sem qualquer transparência, a exemplo dos contratos milionários firmados com o Instituto Saúde e Cidadania (ISAC), causando constrangimentos e prejuízos até mesmo para clientes e fornecedores. “Jacobina cansou de ver tanta irresponsabilidade com o dinheiro público, não se brinca com a saúde da população, são vidas humanas que estão em jogo, não podemos permitir essa “roleta russa” hospitalar, Jacobina precisa ter de volta os dois hospitais funcionando e atendendo bem ao cidadão!”, disse aos presentes, após concluir a entrevista.

Luciano da Locar manteve encontros durante a semana com lideranças comunitárias e candidatos que o apoiam para apresentar suas propostas também para setores de geração de emprego e renda. “Vamos criar uma comissão para discutir a revitalização da agricultura e pecuária, setores que mais empregam pessoas neste país, mas, que aqui em Jacobina, tem perdido espaço por falta de políticas públicas eficientes”. Para Luciano, a secretaria de agricultura do município de Jacobina não pode estar relegada a prender animais e podar árvores. Ele disse que nem mesmo essas duas funções elementares estão sendo cumpridas. “Você tem uma secretaria tão importante do ponto de vista estratégico e que não consegue sequer tirar os animais que pastam livremente pelo leito dos rios e pelas ruas da cidade; as árvores estão caindo, suas raízes quebrando as calçadas, os fios de eletricidade sendo danificados, isso é mais um sinal de desleixo, de desmando, é a cara dessa administração”, lembra.

Em outro encontro na quinta-feira (9), Luciano da Locar falou sobre a situação das ruas e logradouros públicos abandonados na sede e distritos do município. “Esse governo que aí está, vem assistindo de braços cruzados, de olhos fechados, a completa destruição da pavimentação de nossas avenidas e ruas, por onde você anda as calçadas estão completamente danificadas, é buraco para todo lado, e a “desculpa” é sempre das obras de saneamento básico e da Embasa, mas cadê a autoridade municipal que não se impõe para proteger e cuidar do patrimônio da população?”, cobrou. Luciano lembrou a péssima recomposição que fazem na pavimentação e alertou: “Não vamos aceitar que emporcalhem nossas ruas e avenidas com esse tipo de meia-boca ou tapa-buracos, vamos cobrar o ressarcimento de cada centavo gasto pela prefeitura nos prejuízos causados ao patrimônio público”, concluiu. ASCOM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *