Câmara aprova moção de aplausos pelos 60 anos da Igreja Presbiteriana de Jacobina

Powered by Rock Convert

De autoria do vereador Martins dos Santos, a Câmara de Vereadores de Jacobina aprovou, na sessão desta quinta-feira (19.09), Moção de Aplausos pelo aniversário de 60 anos da Igreja Presbiteriana de Jacobina.

Segundo o vereador Martins dos Santos  “a Câmara de Vereadores, diante de tão magna data, não poderia deixar passar despercebido, em reconhecimento aos feitos realizados pela Igreja Presbiteriana, visto que a mesma teve ao longo de sua caminhada, uma importante e porque não dizer decisiva participação no avanço do evangelismo em Jacobina  e região, evangelismo no sentido amplo da palavra, uma vez que junto com as boas novas, apresenta também sua colaboração nas questões sociais e educativas, melhorando a vidas de pessoas”, lembrou o parlamentar.

Na homenagem, o vereador relata que, na cidade de Jacobina, o presbiterianismo chegou em 1903, com o pastor americano Pierce Annesley Chamberlain, que até essa data trabalhava na missão na cidade de Salvador, quando se sentiu vocacionado para o ministério itinerante. Em suas andanças pelo interior da Bahia passou por algumas cidades como: Juazeiro, Senhor do Bonfim, Miguel Calmon e Jacobina, sem fixar residência nesta cidade.

No início de 1920, veio residir em Jacobina o pastor e missionário inglês Henry John MacCall, e permaneceu aqui um ano. O trabalho Presbiteriano aos poucos se firmou nesta cidade. No dia 30 de agosto de 1959, a Comissão Executiva do Presbitério de Campo Formoso organizou a Congregação Presbiteral de Jacobina, oficializando o trabalho presbiteriano nesta cidade.

No início de 1920, veio residir em Jacobina o pastor e missionário inglês Henry John MacCall

Martins dos Santos conta que, nesse  período, destaca-se a ação Missionária e atuação social em toda Macro Região de Jacobina do Reverendo Otacílio Alcântara pastor da igreja. O Reverendo Otacílio Alcântara, contribuiu sobremaneira na Construção de Templos e na Prestação de serviços sociais em dezenas de comunidades, hoje cidades, a exemplo de Várzea Nova, Miguel Calmon, Capim Grosso, entre outras.

“A Igreja Presbiteriana de Jacobina completa 60 anos de uma belíssima história, marcada por lutas intensas e grandes provações, mas também por grandes avanços no campo ministerial e no desenvolvimento social, sobretudo na difusão da mensagem do Evangelho. O trabalho tem avançado, e hoje, a Igreja Presbiteriana tem congregações nas cidades de Capim Grosso, Ourolândia, Baixas de José Félix, Distrito da Caatinga do Moura,   e recentemente iniciou um trabalho na cidade de Caém”, conclui o documento aprovado pela Câmara Municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *