Edson Júnior defende pagamento de 60% dos precatórios aos professores

Powered by Rock Convert
Edson Júnior é pré-candidato em Várzea Nova pelo PT

O professor Edson Júnior, pré-candidato à prefeitura de Várzea Nova pelo PT, enviou nota à redação Jacobina 24 Horas comentando a polêmica travada entre o prefeito Joãozinho (PSL) e os professores municipais em relação ao pagamento dos precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

 Os professores querem 60% dos mais R$ 20 milhões que estão na conta da prefeitura, porém, o prefeito Joãozinho alega que a Resolução do TCM nº 1387/2019, que alterou dispositivos da Resolução nº 1.346/2016, o impede “de utilizar desses recursos para pagamento de remuneração dos profissionais da educação”.

 “A classe dos professores tem que ser dura, tem que brigar até as últimas circunstancias”, acrescentando que cada professor receberá em média 70 a 80 mil reais, completando que  “é direito deles, o dinheiro tá em conta, tem que pagar”, declara.

Para Edson Júnior, Resolução não é Jurisprudência, e o prefeito está usando esse argumento para não pagar os professores. “O prefeito Joãozinho está tratando os professores de Várzea Nova como os imperadores romanos tratavam o povo naquela época, com eventos, festinhas, mas, tenho certeza que a classe não irá  deixar se iludir por isso”, conclui Edson Júnior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *