Jacobina está de luto: morre João Araújo da J Propago

Powered by Rock Convert
Em julho deste ano, em sua última aparição pública, João Araújo participou de um debate promovido pela prefeitura sobre a história da comunicação em Jacobina

A cidade de Jacobina amanheceu de luto nesta segunda-feira (14.10). As 4 horas da madrugada morreu, em Salvador, o radialista e empresário João Cunha Araújo, aos 78 anos de idade.  A sua morte representa uma perda irreparável para a comunicação jacobinense.  Durante mais de cinquenta anos, João Araújo se dedicou à profissional de locutor de carro de som e apresentador popular de rádio.

João Araújo e o seu inseparável carro de som

Nos últimos meses, mesmo com a saúde bastante abalada, em razão das constantes viagens a Salvador, onde era submetido a pesadas sessões de quimioterapia, João Araújo não perdia força e a vontade de viver. Sempre que voltava da capital, pegava seu carro de som e saia pelas ruas da cidade, para cumprir o oficio que desempenhou durante longas décadas.

O nosso mestre João Araújo foi o pioneiro no serviço móvel de som em Jacobina quando, no final de década de 50, resolveu colocar duas bocas de autofalantes corneta em cima de um Jipe e sair pelas ruas da cidade divulgando a propaganda do comércio local, surgindo, assim, a primeira empresa de publicidade da região, a J.Propago. Seu primeiro cliente foram “As Casas Pernambucanas”.

Primeiro carro de som de João Araújo em Jacobina

Depois vieram as campanhas eleitorais, e João Araújo precisou montar um carro de som maior, mais potente, com melhor qualidade sonora.  Foi quando comprou um Ford Rural, ganhando mais espaço para aumentar o número de bocas de autofalantes, se transformando na sensação dos comícios políticos daquela época.

Ford Rural utilizado como carro de som por João Araújo na década de 60

Em 1974, na campanha de Fernando Daltro para deputado estadual, João Araújo comprou um veículo Chevrolet Veraneio, que virou marca registrada entre os carros de som volantes em Jacobina. Foi com esse carro que animou os principais acontecimentos da cidade, principalmente, procissões, eventos esportivos, carreatas políticas, divulgação de obituários, publicidade do comércio local, dentre tantas outras atividades desempenhadas ao longo das últimas cinco décadas.

Jailton Panta e João Araújo, grandes amigos e parceiros de trabalho

Ao lado do jornalista Genildo Lawinscky, Capitão Assunção, Flávio Mesquita, e tantos outros pioneiros,  João Araújo foi um dos responsáveis pela implantação da radiodifusão em Jacobina, através da Rádio Clube Rio do Ouro AM, inaugurada no dia 14 de dezembro de 1982.  Durante quase uma década, João Araújo apresentou o programa “Bom dia Jacobina”.

O corpo de João Araújo será sepultado nesta terça-feira (15.10), às 11 horas da manhã, no cemitério Jardim da Saudade. O velório acontece a partir do final de tarde de hoje no salão da Casa Paroquial.

Em nota à imprensa, o prefeito de Jacobina, Luciano Pinheiro, lamentou a morte do comunicador, e decretou luto de três dias na cidade.

Assista vídeo com entrevista concedida por João Araújo ao site Rota 324 em 2013:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *