Presença feminina continua tímida na Câmara de Vereadores de Jacobina

A Câmara Municipal de Jacobina elegeu neste domingo (15) três mulheres para compor a legislatura 2021 /2024. Houve o aumento uma vaga em relação às eleições de 2016, porém, apesar de representar a maioria do eleitorado, a presença feminina continua ainda muito tímida no legislativo jacobinense.

A reeleição de Jane Márcia e a chegada das novatas Adriana Alves e Simone Souza representa menos de 18% do total de cadeiras existente no Parlamento Municipal.

Preocupado com baixa presença feminino no legislativo em todo o País, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), prometeu pautar na nesta terça-feira (17) a votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) que institui uma cota para mulheres nas Câmaras de Vereadores, nas Assembleias Legislativas e na Câmara dos Deputados. A PEC 134/2015 já foi aprovada no Senado em 2015 e aguarda votação na Câmara desde 2016.

O texto prevê um percentual escalonado de cotas para mulheres nas próximas três legislaturas, começando em 10% das vagas já na primeira eleição. Na segunda legislatura, a cota sobe para 12% e termina em 16% das cadeiras na terceira eleição.

Veja como ficou a nova composição da Câmara de Vereadores de Jacobina:

  1. Thiago da Caatinga (Podemos) 1.213 votos
  2. Noelson Oliveira (DEM) 1.182 votos
  3. Adriana Alves (Cidadania) 1.167 votos
  4. Martin (PT) 1.146 votos
  5. Cecílio Mota Júnior (PC do B) 1.123 votos
  6. Clodoaldo (Cidadania) 978 votos
  7. Jane Márcia (DEM) 976 votos
  8. Dibas Jatobá (DEM) 976 votos
  9. Juliano Cruz (Cidadania) 947 votos
  10. Magrão (Cidadania) 911 votos
  11. Cléber Ramo (Cidadania) 895 votos
  12. Nem de Rose (PC do B) 840 votos
  13. Simone Souza (PTC) 784 votos
  14. Valnei dos Anjos (PC do B) 776 votos
  15. Roni do Junco (PC do B) 666 votos
  16. Zé do Povo (PTC) 577 votos
  17. Tom do Povão (PP) 423 votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *