Capim Grosso: PRF apreende motocicleta adulterada no compartimento de carga

Na manhã de ontem (09), por volta das 11h25, no km 356 da BR- 324, no município de Capim Grosso (BA), foi realizada a abordagem de um caminhão cegonha, que transportava veículos usados.

No decorrer da fiscalização a equipe da PRF constatou que entre os veículos transportados, uma motocicleta Honda/Cg 150 Titan apresentava fortes indícios de fraude, como adulteração nos sinais de identificação veicular.

Durante análise minuciosa na moto, os policiais verificaram que alguns elementos identificadores do veículo como o número do chassi estava ocultado com uma fita adesiva. Foi utilizado esse artifício para tentar esconder que se tratava de uma motocicleta com ‘queixa’ de crime, conforme ocorrência de furto registrada em abril/2017 na cidade de Santos (SP).

Segundo o motorista da carreta, um homem de 26 anos, relatou não ter conhecimento das irregularidades apresentadas. Disse ainda, que os veículos foram embarcados na garagem da empresa que fica localizada em Betim (MG) e seriam levados para as cidades baianas de Capim Grosso, Euclides da Cunha, Filadélfia e Cansanção.

O proprietário da motocicleta foi localizado e identificado. Ele compareceu no posto da PRF e informou que está de posse da moto há cerca de 3 anos e durante todo esse tempo utilizou o veículo na cidade de Francisco Morato sem nenhuma intercorrência. Que recentemente mudou-se para Capim Grosso e contratou os serviços da cegonha para fazer o transporte da motocicleta.

Diante dos fatos, a ocorrência foi apresentada a autoridade de plantão da Delegacia de Polícia Civil , para continuidade dos procedimentos legais.

O combate às fraudes veiculares é uma das áreas de atuação ordinária da PRF e ações pontuais são realizadas sempre que se constata uma maior incidência desse tipo de crime em determinadas regiões do país.

Foto: PRF/BA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.