Municípios

Lançamento do livro “Memórias Não Minhas” agita noite de Sexta-feira em pleno Festejos Juninos

Na última sexta-feira, 14 de junho, o Auditório da UNEB Campus IV foi palco de uma noite memorável com o lançamento do livro “Memórias Não Minhas: Histórias de Amor e Dezamor no Sertão”, da autora Tainã Aristóvolo. O evento reuniu diversas pessoas entusiasmada, lotando o auditório em um momento que agitou Jacobina em plena época de festejos juninos.

O lançamento contou com a presença de amigos, familiares, professores e professoras de Tainã, além de admiradores da literatura vindos de diversas cidades como Caém e Miguel Calmon. A programação teve início com um enriquecedor debate ao lado do Professor Dr. José Carlos Felix, da Pós-Crítica/UNEB, seguido de uma animada sessão de autógrafos.

A recepção ficou por conta dos integrantes da Quadrilha Junina Asa Branca Jacobina, que trouxeram ainda mais cor e alegria à noite. O livro, lançado de forma independente, já está disponível para aquisição através do Instagram (@taina.aristovolo) ou via WhatsApp (74 9996-0750).

“Memórias Não Minhas” é uma obra que explora a história de uma jovem mestiça, que, ao descobrir cartas deixadas por seus ancestrais, mergulha em memórias de aprendizado, amor e misticismo. A narrativa, inspirada nas histórias contadas pelo avô de Tainã, é fruto de uma pesquisa etnográfica, histórica e memorialística realizada ao longo de sete anos.

Tainã Aristóvolo, nascida em Jacobina e criada no povoado de Gonçalo, em Caém, é formada em Licenciatura Plena em História pela UNEB e especializada em Arqueologia e Patrimônio pela Faveni. Sua escrita é influenciada por nomes como Carolina Maria de Jesus, Jane Austen, Malba Tahan, Paulo Coelho, Florbela Espanca e Cheikh Anta Diop. Além de escritora, Tainã é professora, arquivologista, pesquisadora e atualmente desenvolve um projeto de biblioteca comunitária.

O lançamento de “Memórias Não Minhas” não só celebra a literatura regional, mas também serve como inspiração para novos escritores e para todos que valorizam a riqueza cultural do sertão. Que este livro seja uma referência e encoraje mais pessoas a explorarem e valorizarem suas raízes e histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *