Municípios

Usina em Morro do Chapéu apresentou maior capacidade de geração de energia eólica da Bahia em 2023 

Entre janeiro e novembro, o empreendimento Ventos de Santo Abraão produziu energia capaz de abastecer 1 milhão de residências 

Entre os 312 parques eólicos em operação na Bahia, a usina Ventos de Santo Abraão foi destaque em 2023. Localizada no município de Morro de Chapéu, o empreendimento apresentou 68,95% de fator de capacidade de geração de energia eólica, o maior no Estado. Conforme os dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), no acumulado de janeiro a novembro do ano passado, o parque gerou 152,90 GWh, energia capaz de abastecer 1 milhão de residências.

“Esse potencial é resultado de um conjunto de características que proporcionam as condições favoráveis para a implantação de empreendimentos de geração desse tipo de energia na Bahia. O Estado apresenta regimes mensais de sazonalidade bem definidos, com ventos constantes e unidirecionais, com predomínio do sentido Leste-Oeste. E nesse contexto se destaca o Ventos de Santo Abraão, que está localizado em uma das sete principais áreas promissoras para exploração desta fonte, como aponta Atlas Eólico da Bahia”, explica o secretário da SDE, Angelo Almeida.

O gestor também pontuou o potencial da Bahia, que é líder nacional na geração de energia eólica. “Fechamos 2023 na liderança nacional. São 312 usinas em operação no Estado, com capacidade de 8,90 Gigawatts (GW) de potência outorgada, um investimento estimado total de R$ 42 bilhões e capacidade de ter gerado 89 mil empregos, de acordo com dados disponibilizados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). É um resultado a ser comemorado, pois a geração de energia limpa não apenas contribui para a diversificação da matriz energética, reduzindo a dependência de fontes não renováveis, mas também promove o desenvolvimento sustentável, o crescimento econômico e a geração de empregos”, finalizou. 

A Enel Green Power, companhia responsável pelo parque Ventos de Santo Abraão, investiu cerca de R$ 182 milhões na usina, que entrou em operação em 2018. O parque teve capacidade de geração de 280 empregos em toda a cadeia produtiva, de acordo com cálculos da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica).

 Foto: Divulgação 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *